#chc Instagram Photos & Videos

chc - 90449 posts

Latest Instagram Posts

  • janainamarruda.nutri - Janaina de Matos Arruda @janainamarruda.nutri 1 day ago
  • #Repost @hepatologiasc with @get_repost
・・・
Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#DM2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#DHGNA). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#EHNA ou #NASH), #cirrose e câncer primário de #fígado (#CHC). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão.

Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA.

IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite.

PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes.  #hepatologia #hepato #nutricionista #nutricaoclinicafuncional #nutrindovidas #meumundoazul💙 #maedemenino #mãedetrês #sempredebemcomavida #feliz #repost @hepatologiasc with @get_repost ・・・ Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#dm2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#dhgna). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#ehna ou #nash), #cirrose e câncer primário de #fígado (#chc). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão. Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA. IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite. PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes. #hepatologia #hepato #nutricionista #nutricaoclinicafuncional #nutrindovidas #meumundoazul💙 #maedemenino #mãedetrês #sempredebemcomavida #feliz
  • #repost @hepatologiasc with @get_repost ・・・ Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#dm2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#dhgna). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#ehna ou #nash), #cirrose e câncer primário de #fígado (#chc). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão. Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA. IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite. PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes. #hepatologia #hepato #nutricionista #nutricaoclinicafuncional #nutrindovidas #meumundoazul💙 #maedemenino #mãedetrês #sempredebemcomavida #feliz
  • 24 0
  • hepatologiasc - Hepatologia Schiavon @hepatologiasc 1 day ago
  • Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#DM2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#DHGNA). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#EHNA ou #NASH), #cirrose e câncer primário de #fígado (#CHC). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão.

Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA.

IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite.

PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes.

#gastroenterologia #hepatologia #hepato #floripa #florianopolis #hepatologiasc #hepatologiaschiavon Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#dm2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#dhgna). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#ehna ou #nash), #cirrose e câncer primário de #fígado (#chc). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão. Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA. IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite. PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes. #gastroenterologia #hepatologia #hepato #floripa #florianopolis #hepatologiasc #hepatologiaschiavon
  • Pacientes com #obesidade e #diabetes tipo 2 (#dm2) apresentam alta prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica (#dhgna). A DHGNA corresponde a hepatopatia crônica que varia de #esteatose benigna a #esteatohepatite não alcoólica (#ehna ou #nash), #cirrose e câncer primário de #fígado (#chc). Por causa de sua forte associação com a epidemia de obesidade, a DHGNA está rapidamente se tornando um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Surpreendentemente, não há terapias NAFLD aprovadas pela FDA; e as terapias atuais enfocam as comorbidades associadas à DHGNA, ou seja, o tratamento da obesidade, hiperglicemia, dislipidemia e hipertensão. Em uma revisão recente Jump et al [Pharmacol Ther 2018;181:108-25.] apresentam evidências de que o uso de suplementos de ômega-3 que contêm DHA podem ser utilizados como uma estratégia de tratamento para DHGNA. IMPORTANTE: A suplementação dietética de ômega-3 reduz os #triglicerídeos, a esteatose (gordura) e lesão hepática. NÃO HÁ EVIDÊNCIA que a suplementação dietética de ômega-3 reduza inflamação e fibrose em humanos. Ou seja, não reverte a esteatohepatite. PORTANTO, a estratégia principal do tratamento continua sendo DIETA com objetivo de PERDA DE PESO e EXERCÍCIOS regulares supervisionados. E a suplementação dietética de ômega-3 pode ser indicada para reduzir a hipertrigliceridemia nesse grupo de pacientes. #gastroenterologia #hepatologia #hepato #floripa #florianopolis #hepatologiasc #hepatologiaschiavon
  • 144 1